João Adolfo Guerreiro
Descobrindo a verdade/ sem medo de viver/ A liberdade de escolha/ é a fé que faz crescer.
Capa Meu Diário Textos Áudios Fotos Perfil Livros à Venda Livro de Visitas Contato Links
Meu Diário
21/10/2021 20h23
Escarrando sangue na churrascaria

Fomos no hospital na quarta-feira, mas o exame foi cancelado por falta do medicamento necessário para fazer o mesmo. Tentaram contato com meu celular para avisar, mas eu não vi. Melhor assim, pois marcamos os outros dois exames. Logo, as datas ficaram: 28 de outubro, 1 de novembro e 23 de novembro. Muito longe esse último.

Na volta de Porto Alegre passamos numa churrascaria. Tudo ok, até o pai tossir e escarrar um pouco de sangue. Tenso. O pai está muito preocupado, sente que algo de ruim está acontecendo. Dá pra ver nas expressão dele.

Hoje, quinta-feira, eu e a Joana fomos visitá-lo. Levamos a Beatriz. A Joana o achou ben pora baixo. Antes, elas me acompanharam no treino na casa do Pedro. Foi legal.

Publicado por João Adolfo Guerreiro
em 21/10/2021 às 20h23
 
20/10/2021 04h06
Primeiro exame e jogo do Grêmio

Hoje, quarta-feira, levaremos, eu e a Emília, no carro dela, o pai para fazer seu primeiro exame no Ernesto Dornelles, em Porto Alegre. Sairemos às 07h, pois lá está marcado para às 09h30min.

Ontem no final do dia estive lá na Emília com ele, que me disse que escarrou sangue pela manhã. Uma merda isso, foi a primeira coisa que o médico perguntou pra mim e pra Emília na consulta, quando levamos as tomografias dele: Está escarrando sangue?

O pai comentou que "sabe" que está mal e que presume ter mais uns dois anos de vida. Espero que ele esteja certo quanto ao tempo que lhe resta.

No sábado pela manhã fui no Manoel Henrique buscar os quadros que o pai pediu pra fazer. às 17h levei pra ele, ela adorou, e pediu pra mim e o Thiago ajudar a colocar na parede, Ficou contente e emocionado depois de tudo pronto, tomamos whisky e fotografamos ele com os quadros. Ele não está muito de sair, não está se sentindo bem, mas concedeu ir olhar o jogo Grêmio X Juventude na casa do Pedrinho, no domingo.

Busquei-o com o Celito às 17h no domingo. Foi bem legal lá. A Rosilane, o seu Pedro e a Dona Eva foram. Seu Nairo e a Rafaela apareceram. Ele para ver o Artur e a Rafa para vacinar o Dom, gato do Pedrinho, que está doente, em recuperação. Achamos que iria perder a perna, mas está tudo ok,

O Grêmio venceu por 3x2. O pai deu sorte para o Grêmio. Esperamos que a sorte o ajude hoje e daqui pra frente.

Publicado por João Adolfo Guerreiro
em 20/10/2021 às 04h06
 
14/10/2021 06h56
Marcação de exames

Ontem fui à Porto Alegre, no Hospital Ernesto Dornelles, marcar os exames do pai. Fui no carro do Celito, com o Maurinho dirigindo. Dei uma carona para o seu Pedro, largamos ele na Rodoviária. Pelo caminho, perto da cidade, vimos o acidente de um ônibus do Vitória, que colidiu com a traseira de um caminhão, sem vítimas graves. O Maurinho passou mal com a máscara, sufucou ele. Esquisito. Se atrapalhou com o trânsito para chegar em PoA.

À noite a Rosilane foi pela primeira vez comigo no Pedro treinar, no espaço da casa dele. Legal.

Publicado por João Adolfo Guerreiro
em 14/10/2021 às 06h56
 
12/10/2021 00h24
Exames do pai e Dia da Criança

Ontem, às 10h da manhã, eu e a Emília fomos na casa do pai falar com ele. Dissemos das manchas nos exames e da necessidade de se fazer outros em Porto Alegre, no Ernesto Dornelles e ele concordou. Depois fui na casa da Paula falar com ela.

Hoje o pai veio passar o dia da criança aqui em casa. Busquei ele às 10h45min no táxi do Celito. O Pedrinho assou um costelão, foi bem legal, ficamos em volta da churrasqueira com ele, com o seu Pedro e o Bozo, tomando chopp Maestro10. O pai comentou das manchas e dos exames que terá de fazer, está bem preocupado. Foi acertado não dizer tudo pra ele ontem.

Foi um dia feliz.

Publicado por João Adolfo Guerreiro
em 12/10/2021 às 00h24
 
12/10/2021 00h03
Missa de 30 dias da mãe

No sábado, dia 9, às 18 horas, na Igreja Navegantes, perto daqui de casa, fizemos a missa de 30 dias da mãe. A Emília e o pai desejavam fazer novamente na Cohab, como no sétimo dia, mas iria trabalhar domingo, então pedi para ser sábado.

O padre Geneu celebrou a missa e tratou em sua homilia do tema da leitura do dia, aquele do "mais fácil um camelo passar pelo burado de uma agulha do que um rico entrar no reino do céu". Fazia uns 20 meses que não ia numa igreja, por causa da pandemia. Tudo ok, pessoal espaçado, todos de máscara. O pai estava emocionado, chorou quando falaram o nome da mãe. Fomos eu, a Rosilane, o pai, a Emília e o Gilmar. 

Na saída vi que a Paula também estava lá e conversei com ela sobe o assunto do pai, achei a presença dela um sinal de que deveria.

Está bonita a igreja, com os vitrais reformados, eu e a Rosilane contribuímos para tal.

 

Publicado por João Adolfo Guerreiro
em 12/10/2021 às 00h03
Página 1 de 142
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 »