João Adolfo Guerreiro

Descobrindo a verdade/ sem medo de viver/ A liberdade de escolha/ é a fé que faz crescer.

Meu Diário
27/02/2017 17h18
Grande Sertão: Veredas

Neste Carnaval resolvi rever a minissérie baseada no livro de Guimarães Rosa e dirigida por Walter Avancini. Foi veiculada pela Globo entre 18 de novembro a 20 de dezembro de 1985, o ponto alto da comemoração dos vinte anos da emissora. À época, não perdi nenhum episódio. Anos depois, minha esposa me presenteou com o DVD (foto abaixo), um dos melhores presentes que ela já me deu.

Avancini fez um trabalho excelente, um dos pontos altos da produção televisiva nacional essa série. O livro de Rosa, nem precisa falar, é superlativo em todos os sentidos, talvez a obra mais densa da literatura brasileira.

Eu recomendo à todos. Tal qual o livro, o DVD tem um ritmo lento, mas profundo. DVD e livro pra gente grande interessada na amplitude da alma e da vida humana.

Já fiz uma canção, depois de ler o livro, tempos atrás. Vai a letra:

RIOBALDO

La no sertão dos Gerais

brilham estrelas afins

rio que corre de amar

pelas veredas sem fim.

Por uma amor em disputa

com essa guerra ruim

"- Pois sem você minha lua

o que é que vai ser de mim?"

Diadorim, Diadorim...

"- Nesse verde tão vivo

que é espelho do mato

encontrei meu abrigo

um amor assim tão de fato."

"- Vamo s'imbora pra longe

pra onde o ódio não nasce

pra eu poder ficar mirando

a cor do amor na tua face."

Diadorim, Diadorim...

i


Publicado por João Adolfo Guerreiro em 27/02/2017 às 17h18

Site do Escritor criado por Recanto das Letras