João Adolfo Guerreiro
Descobrindo a verdade/ sem medo de viver/ A liberdade de escolha/ é a fé que faz crescer.
Capa Meu Diário Textos Áudios Fotos Perfil Livros à Venda Livro de Visitas Contato Links
Meu Diário
29/12/2008 22h37
III Mostra Literária de Charqueadas e CD
Hoje recebi meus livros referentes a III Mostra Literária de Charqueadas e os CD's da III Mostra de Música de Charqueadas, ambos realizados à partir da lei municipal (*) que criou a  Agenda Cultural de Charqueadas.

III MOSTRA LITERÁRIA - Nos livros entregues hoje pela prefeitura, via Secretaria de Cultura, coloquei uma crônica (
Garçons não tem visão periférica), duas poesias ( A lua, Passional) e três contos (Pedro namora a freira?, Exterminador, Laura e Cibele...). Somente o conto "Pedro namora a freira?" não está publicado virtualmente aqui no Recanto das Letras.
Além da gratificação por ter tantos textos selecionados, fiquei mais contente ainda devido a minha esposa, filha e cunhado mais novo também terem textos na referida Mostra. Somos uma família bem literária, eh eh eh eh.
Essa Mostra foi selecionada em maio de 2007 e lançada agora, dia 29 de dezembro de 2008. Além de mim e dos familiares já mencionados, muitos bons literatos daqui estão no livro, o que faz me sentir muito bem acompanhado.
Prestigiaram o lançamento do livro a vice-prefeita de Charqueadas, Paula Vieira Nunes, a secretária de Cultura Maria Alexandra Virote (que fez um bom trabalho à frente de sua pasta), a presidente do Conselho de Cultura Alda Marici Silveira e o ator e escritor Pedro Delgado, que estava lançando seu livro patrocinado pelo Fundo Municipal de Cultura.

CD ENCANTO DA TERRA - A seleção para o CD da III Mostra de Música de Charqueadas "Encanto da Terra" ocorreu em novembro de 2007 e também foi lançado hoje pela Secretaria de Cultura. Participo dele como compositor e violonista na música
Olga (inspirada na vida de Olga Benário) e como violonista solo na música Pescador de Lambari, composição de Alberto André onde o mesmo toca violão base e canta, Paulo "Alemão" Araújo toca bateria e tubadoras e Edinho Lacerda se encarrega do baixo elétrico (uma honra participar da mostra com esse timaço). Na música Olga minha mãe, Ivone Guerreiro, faz os vocais, o que foi bastante gratificante pra mim.
As duas canções já foram publicadas aqui no Recanto, mas em versões diferentes, o que me leva a publicá-las novamente aqui em janeiro de 2009 nessas versões atualizadas.
Em
Olga, por sugestão do maestro Luciano Matheus, produtor do CD da Mostra, incluímos umas partes de violão solo e uns vocais adicionais, que enriqueceram sobramaneira essa versão da canção. Espero que gostem de ouvir.
São 12 músicas nesse CD, na linha popular. Foi lançado também o CD com 12 canções na linha nativista, do qual não participo.



(*) - Queria citar aqui, sobre a lei municipal que criou a
Agenda Cultural, o nome do ex-secretário da Cultura, músico, cantor e compositor charqueadense Alberto André Pereira, que muito lutou para a aprovação da mesma e do Fundo Municipal de Cultura em 2006, quando era presidente do Conselho Municipal de Cultura. Seu trabalho foi fundamental e todos que participaram do processo bem o sabem.
Queria citar também o nome da vereadora Patrícia Ferreira, dos ex-secretários da Cultura Marco Castilho e Manoel Henrique Paulo, que muito trabalharam pela cultura de Charqueadas. E lembrar o nome do prefeito Jaime Guedes, pois nas duas gestões em que esteve à frente da prefeitura ocorreram avanços nas políticas públicas para a cultura local, via o trabalho das pessoas supra citadas.

Claro que todas essas realizações foram sempre uma bandeira de luta, através dos anos, da comunidade cultural de Charqueadas como um todo, mas não poderia deixar de citar os nomes acima, mesmo sabendo da atuação de vários vereadores, artistas, funcionários municipais e conselheiros de cultura no processo.
A própria existência da Secretaria de Cultura e de um Conselho de Cultura com participação percentual de 90 % da comunidade cultural e 10% de membros indicados pelo Executico Municipal foram igualmente lutas conquistadas por todo um processo coletivo.
Fica agora,ainda a realizar, a construção do Teatro Municipal, luta que ainda não vencemos mas que continuaremos em 2009.

Publicado por João Adolfo Guerreiro
em 29/12/2008 às 22h37