João Adolfo Guerreiro
Descobrindo a verdade/ sem medo de viver/ A liberdade de escolha/ é a fé que faz crescer.
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos ÁudiosÁudios FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos


1º de Maio: balões no céu
e rochas contra o mar


Nesse 1º de Maio, a praia de Torres ainda está lotada de gente e de balões. Muita gente, as ruas estão trancando, literalmente, de tanto carro. Um taxista reclamou: - Ontem fiquei três horas parado na avenida principal! Eu acredito, pois vi o que acontece desde sábado, com o trânsito mega congestionado. 

Com a temperatura alta nesses dias de verão, as pessoas saem do 30º Festival do Balonismo (os balões vão aos céus somente às 7h e às 16h) e vão para o mar, curtir uma praia. É muita gente, gente demais, nos dois locais. Alguém comenta comigo: - Esse parece ser um mundo paralelo, no Brasil de hoje. Concordo: quem está aqui, num país tão desigual como o nosso, é um privilegiado.

Os shows lotam. Por 60 reais, você assiste a um show nacional do Raça Negra. Baita show, espaço lotado. Um sucesso depois do outro, e a galera canta junto e samba. Demais. Ontem, teve show do Nando Reis.
Com certeza esse é um dos eventos mais legais de nosso estado, que acontece desde o dia 27 de abril e encerra hoje. Nessa trigésima edição, mais de 60 balões estão na competição. Mas a competição é o que menos importa, o legal é ver o colorido diferente e inusitado no céu, numa cidade já famosa por sua natureza exuberante, onde as rochas enfrentam braviamente o mar há milhões de anos, conforme os historiadores locais relatam em livros e palestras.

Como disse o cineasta italiano Roberto Benigni naquele filme, “a vida é bela!”. Mesmo com tudo o que vem acontecendo em nosso país a fustigar quem vive de salário e contra as quais as manifestações desse 1º de Maio protestam a respeito, a vida pode ser bela. O ideal é que usufruir essa beleza seja algo facultado para todas as pessoas, principalmente para aqueles trabalhadores da iniciativa privada que vivem de salário, a parte mais fragilizada e atingida pelas reformas recentemente aprovadas.

Nesse 1º de Maio, um viva para a beleza que a vida pode proporcionar, concomitante à luta necessária para que todos os cidadãos tenham condições materiais para aproveitá-las.

Texto publicado no site do jornal Portal de Notícias em 01.05.2018: http://www.portaldenoticias.com.br/ler-coluna/585/baloes-no-ceu-e-rochas-contra-o-mar.html
João Adolfo Guerreiro
Enviado por João Adolfo Guerreiro em 04/05/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (você deve citar a autoria de João Adolfo Guerreiro). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários