João Adolfo Guerreiro
Descobrindo a verdade/ sem medo de viver/ A liberdade de escolha/ é a fé que faz crescer.
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos ÁudiosÁudios FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Meu Diário
28/04/2017 17h21
Ato contra as reformas em Charqueadas

Cerca de 500 pessoas caminharam da Prefeitura até o Clube Tiradentes, às 15 horas, onde realizaram um ato público contra as reformas previdenciária e trabalhista e a terceirização. Dentre os presentes, lideranças políticas, sindicais, trabalhadores em educação, segurança pública, minieração, metalurgia, Corsan e estudantes. O ato encerrou às 17 horas.

O ato foi convocado pela Frente de Luta contra a Reforma da Previdência da Câmara de Vereadores e pelo movimento Charqueadas Contra as Reformas, composto por entidades sindicais.


Publicado por João Adolfo Guerreiro em 28/04/2017 às 17h21
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (você deve citar a autoria de João Adolfo Guerreiro). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
 
28/04/2017 12h07
28 de abril: Charqueadas Contra as Reformas

Pela manhã, manifestantes sindicais pararam por cerca de 40 minutos o trânsito na ERS 401 e a entrada da empresa Gerdau, em protesto contra as reformas trabalhista e previdenciária e a terceirização. À tarde, 15 horas, farão ato público em frente à Prefeitura.


Publicado por João Adolfo Guerreiro em 28/04/2017 às 12h07
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (você deve citar a autoria de João Adolfo Guerreiro). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
 
24/04/2017 10h00
Corinthians x Ponte Preta: repete-se, 40 anos depois, a final histórica

1977 foi um ano muito importante para mim, em termos futebolísticos. Foi quando eu comecei a companhar futebol e optei pelo Grêmio, que, naquele ano, foi campeão Gaúcho e interrompeu uma série de oito títulos consecutivos do Inter. E, também, foi o ano em que o Corinthians foi campeão depois de um jejum de 23 anos. Pela semelhança da situação dos dois clubes, esses fatos ficaram guardados em minha memória. Vou falar um pouco sobre o segundo.

Os corinthianos estavam desesperados por um título, após 23 anos de seca total. O presidente, o folclórico e inesquecível Vicente Matheus, fazia de tudo para que, naquele 1977, o Curingão desse uma alegria para a fiel. No ano anterior, o Corinthians chegara à final do Brasileiro, mas foi superado pelo grande time que o Internacional RS possuía, por 2x0.

Agora, era a final do Paulista, contra a Ponte Preta, de Campinas. Timaço, naqueles tempos. Também decidiria o paulista de 1979 com o mesmo Corinthians e fez uma semifinal do Brasileiro de 1981 com o Grêmio, para vocês terem uma ideia do que era a Ponte nos anos 1970: uma força inconteste e temida do futebol brasileiro. Tal qual o seu grande rival campinense Guarani, campeão Brasileiro de 1978. Outros tempos, como cantou Alberto André.

Para encurtar a história, foram necessários três jogos para definir o campeão. os estaduais eram definidos no final do ano e o jogo ocorreu em outubro. Lembro, de cabeça, do grande camisa 10 Dicá, da Ponte. baita jogador. E do Basílio, do Corinthians, que fez o suado gol corinthiano na terceira partida, dando o título ao clube. Sabe, foi muito emocionante acompanhar aquilo, os caras estavam muito loucos e desesperados por um título. Nunca esqueço.

Agora, 40 anos depois, a história se repete. Torci para o Corinthians, á época. Torcerei hoje para a Ponte, pois o clube, fundado em 1900, não sei se vocês sabem, NUNCA foi campeão estadual ou nacional. Foi a equipe que mais jogadores forneceu para a Seleção Brasileira e que, junto com Vasco da Gama e Bangu, nunca praticou qualquer forma de preconceito racial. O primeiro jogador negro a defender um clube de futebol brasileiro foi na Ponte Preta.


Publicado por João Adolfo Guerreiro em 24/04/2017 às 10h00
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (você deve citar a autoria de João Adolfo Guerreiro). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
 
24/04/2017 09h21
NOVO HAMBURGO X INTER

Sem favorito.

O Novo Hamburgo chega à final do Gauchão 2017 com incontestáveis méritos. Além da indiscutível melhor campanha, bateu na semifinal o atual campeão da Copa do Brasil, que possui uma equipe qualificada para dfisputar a Libertadores da América. Mais: nos três econtros que teve com o Grêmio, esteve mais perto de vencer dois e em duas oportunidades saiu em desvantagem no placar. Na primeiro jogo da semifinal, na Arena, quase vence o tricolor de virada; ontem, superou o Grêmio, que chegou a preservar os titulares num jogo de Libertadores a fim de enfrentá-lo. E, não bastasse isso, venceu o Inter no Beira Rio por 1x2 na fase classificatória, depois de estar com vantegem de 0x2. E vontade não faltará: o NH vai para a segunda disputa de título da sua história e com muita gana de ser campeão pela primeira vez, privilégio de poucos times do interior gaúcho.

Todavia, enfrentará o Inter, um dos clubes grandes do Rio Grande do Sul, um time que lhe é superior tecnicamente e com uma folha salarial muito maior. Bem, O Grêmio também reunia essas condições. Mas, para o Inter, esse título vale muito, pois o clube vem de uma constrangedora e retumbante queda para a Série B do Brasileiro. Logo, o Inter vai com muita vontade também para buscar o significativo heptacampeonato.

O Inter se classificou nos pênaltis, após ser derrotado pela Caxias no Estádio Centenário. Classificação coerente com a irregularidade que vem apresentando no Gauchão 2017 e que lhe custou as últimas colocações do Brasileiro 2016. Logo, não estamos diante de um Inter dos melhores tempos. Ressalva: mas esse time tirou, com dois empates, nos pênaltis, o Corinthians da Copa do Brasil 2017, e o Coringão está na final do Paulista. Então, também não é a caca que pode sugerir: é uma equipe que está buscando, muito, afirmar-se.

Logo, reafirmo: não há favorito. Será um confronto que só a primeira partida poderá indicar um. Se indicar. Parada dura para ambos. Quem vencer, o terá feito com merecimento.


Publicado por João Adolfo Guerreiro em 24/04/2017 às 09h21
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (você deve citar a autoria de João Adolfo Guerreiro). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
 
15/04/2017 18h57
Sábado de Aleluia

Jerusalém

Sábado, 10 de abril, 27d.C. (*)

Pilatos, a pedido dos sacerdotes, manda colocar uma guarda em frente ao sepulcro de Jesus.

Crônica: http://www.souzaguerreiro.com/visualizar.php?idt=5971645

 

(*) - Datação conforme: PAGLIARIN, Juanribe. Jesus - A vida completa. 36ª ed.São Paulo: Bless Press. 2016


Publicado por João Adolfo Guerreiro em 15/04/2017 às 18h57
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (você deve citar a autoria de João Adolfo Guerreiro). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.



Página 11 de 105 « 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 » [«anterior] [próxima»]