Meu Diário
08/06/2017 10h54
Eric Hobsbawm, 100 anos

Amanhã será o centenário de mascimento do historiador inglês Erc Hobsbawm, falecido em 2012, aos 95 anos. Nessa época eu fazia uma pós graduação no IFSul Charqueadas, nuna disciplina de história ministrada pelo professor Charles Sidarta. Ricardo Gelb era meu colega de pós, é um historiador autodidata e gostava muito da obra de Hobsbawm, conversávamos sobre ela, o que marcou para mim a data do seu falecimento.

O grande livro de Hobsbawm, muito conhecido aqui no Brasil, é Era dos Extremos, o da imagem acima. A primeira pessoa com quem conversei sobre o livro foi o Everton Souza, sempre muito ligado no que rola de bom na área das humanas. Depois usei a obra na minha graduação em Sociologia, na década de 1990, na Unisinos (excelentes tempos do DA, né Zé Roberto e Ottmar). Por isso falo do autor e do livro em termos pessoais, visto que marcaram minha formação e, através deles, recordo de muita gente boa.

Possuo dele também Era das Revoluções, Era do Capital e Era dos Impérios, que são excelentes livros de referência. O cara era bom demais.

Vale a pena a leitura de Era dos Extremois, é um texto muito bom e muito influente, de um grande historiador.


Publicado por João Adolfo Guerreiro em 08/06/2017 às 10h54
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (você deve citar a autoria de João Adolfo Guerreiro). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Imagem de cabeçalho: inoc/flickr